Monte um currículo competitivo.

Muito se tem falado sobre como conseguir um emprego.

Um dos dos primeiros passos a ser seguido,  é a montagem de um currículo competitivo.

O que seria isso?

Sempre é bom ter um currículo pronto e bem-feito, pois as oportunidades de empregos sempre estão surgindo. 

Um currículo, acima de tudo é o primeiro contato entre candidato a procura de um emprego e empresa. O currículo, a princípio, é frio, e não traduz outras características da pessoa, mas é um dos primeiros ítens que o dono da empresa, ou profissional da área de recursos humanos, vai analisar.

Os especialistas em carreira, costuma associar o currículo a uma ferramenta de marketing, capaz de vendo o “produto” e despertar o interesse do “comprador”, ou seja, do dono da empresa /selecionador.

Quando  bem-feito, pode abrir as portas para a contratação ou se não for o caso, pelo menos ser considerado futuramente.   Em contrapartida um currículo confuso pode acabar com as chances de qualquer candidato, por melhor que este seja.

Abaixo estão algumas dicas para ajudar na preparação de seu currículo:

  1. Seja conciso – É quase certeza que seu currículo seja avaliado em 30 segundos. Evite usar parágrafos longos, sentenças longas ou blocos grandes de texto. Mesmo que possua bastante experiência, procure concentrar as informações em, no máximo 03 páginas.
  2. Não Crie dificuldades para o selecionador localizar você. Coloque nome, endereço, e-mail e telefone no início da primeira página.
  3. Descreva seu objetivo logo no início. Mas fique atento: todas informações feitas em seu currículo devem servir de suporte a seu objetivo.
  4. Nunca coloque dados pessoais, tais como: número de documentos pessoais (RG, CPF, Título eleitoral), filiação. Somente inclua dados como: idade, sexo, nacionalidade, escolaridade, se possui carteira de habilitação, estado civil.
  5. Descreva suas experiências profissionais por ordem cronológica inversa – ou seja, coloque o último local que trabalhou ou trabalha, decrescendo para os mais antigos. Dica: Exclua de seu currículo, funções ou cargos que não condiz com o objetivo desejado.
  6. Não fale em generalidades – inclua atividades e ações que você já exerceu e efetuou, nas quais possam ser quantificáveis e mensuráveis. Evite verbos fracos como: “ajudou a…” “assistiu em…”  “coordenou…” . Em vez disso utilize verbos de ação e concentre-se nos resultados.
  7. Quando não possui experiência profissional – muito característico dos jovens que adentram no mercado de trabalho. Uma dica para nesses casos é destacar os trabalhos voluntários que participou ou participa, estágios, e visitas técnicas, quando houverem.
  8. Cuidado com erros gramaticais e de digitação – isso pode causar  má impressão para a pessoa que está analisando seu currículo, principalmente para cargos que exijam a escrita correta, como por exemplo, na área administrativa.
  9. Formatação – com o advento da informática, a exigência das empresas, é que no mínimo o candidato a vaga de emprego, faça seu currículo por meio eletrônico, ou seja, pelo computador. Cuidado ao utilizar esse recurso – Utilize sempre margens largas, cabeçalhos em negrito, recuos ou tópicos para guiar os olhos do leitor para os pontos importantes.